Your exclusive benefits only by booking here

Chegada

Noites

Acomodações

adultos

crianças

50° Aniversário da inundação de Florença

SANTA CROCE – Florença

Durante a inundação de 04 de Novembro de 1966, no Bairro de Santa Croce, localizado abaixo do nível do Rio Arno, a água chegou a 5 metros de altura, o nível mais alto em toda a cidade. Os danos às obras de arte na Igreja de Santa Croce, na Capela dei Pazzi e no Museu dell'Opera foram enormes. O primeiro foi ao crucifixo pintado por Cimabue no Séc. XIII que perdeu 70% da sua pintura e que somente depois de um restauro muito difícil, foi recolocado no Cenáculo. A água chegou também às prisões das Murate onde os encarcerados foram salvos graças à ajuda da população que acolheu alguns deles nas suas próprias casas.

DUOMO – Florença

Na manhã de 04 Novembro de 1966 a cheia do Rio Arno invadiu e inundou a Praça Duomo de onde a água começou a fluir somente às 08:00 horas da noite. No piso interno da Catedral a água superou um metro e meio, causando danos à Cripta de San Zanobi e às escavações da Igreja primitiva de Santa Reparata, onde as esculturas cedendo, danificaram o piso de marmore da mesma Catedral. A onda violenta da cheia abriu as Portas do Paraíso do Batistério das quais destacaram-se quase todas os painéis de Ghiberti. Foi decisiva a intervenção dos técnicos e pedreiros especializados da Obra do Duomo que ainda hoje cuidam da manutenção das Obras da Catedral, do Batistério e do Campanile de Giotto e trabalham sem parar na sua recuperção.

 

Visite também